Esta é a era do impossível se tornando possível (Mateus 19:26), o dividido sendo unido e o sobrenatural se tornando natural. O mundo está se conscientizando, se já não era evidente, que Deus é soberano, e quando Ele fala isso se concretiza de uma maneira que o homem nunca poderia ter hipotetizado. Somos testemunhas de um tempo de que se fala desde o início dos tempos como o conhecemos. Veremos nações que são uma causa perdida aos olhos do homem levantarem suas cabeças ao cumprirem seu destino e propósito do Todo-Poderoso enquanto Sua glória desce da sala do trono do céu e habita dentro de suas fronteiras. Se nossas mentes naturais não podem compreender como, não devemos ser dissuadidos ou desanimados, porque não cabe a nós perguntar como, mas simplesmente estar disponíveis e obedientes à voz do Espírito Santo e permitir os planos justos e perfeitos de nossos Pai se desdobrar e observar com admiração como os planos cuidadosamente elaborados dos ímpios se desenrolam. Nações como a Indonésia, com a maior população muçulmana do mundo, se tornarão um grande testemunho do amor perfeito e imprudente de Yeshua, cujas almas Ele pagou com Seu próprio sangue. Devemos parar de olhar para estatísticas e números e, em vez disso, buscar o coração do Ancião dos dias para nossas vidas e as vidas dos outros. O relógio profético de Deus está ajustado e não será mais rebobinado ou atrasado. Assistimos ontem ao início de uma grande misericórdia e milagre para o povo da Coreia do Norte, cujo sofrimento prolongado é incompreensível para grande parte do resto do mundo. O clamor de sangue dos mártires que foram queimados, famintos e mortos diariamente por grande parte dos últimos 70 anos está sendo respondido pelo Grande Eu Sou para um tempo como este. Louvamos ao Senhor e agradecemos a Ele por tudo o que Ele fez, está fazendo e está prestes a fazer na terra.

Como muitos intercessores ao redor do mundo, não dormimos na noite anterior à cúpula Trump-Kim, sabendo que era hora de interceder em oração, e quando o sol nasceu em Cingapura fomos para o hotel Capella, um caminho curto do nosso hotel na Ilha de Sentosa. Não pudemos entrar no próprio hotel, não por falta de tentativas, e para grande desgosto dos seguranças, e em vez disso fomos conduzidos pelo Espírito Santo até o terreno de um hotel logo ao lado, para um trecho tranquilo na cerca de fronteira da propriedade Capella. Enquanto rezávamos, juntou-se-nos também uma mãe pavão e os seus pequeninos, porque o hotel é também um santuário para pavões selvagens, para nós sinal de um novo começo e de uma nova geração. De lá, conseguimos cobrir uma grande parte da fronteira do hotel sem distrações, pois intercedemos usando os doze pontos de oração que o Senhor nos deu na noite anterior. Durante todo o cume, liderados pelo Espírito Santo, continuamente fizemos petições a Adonai, declaramos e proclamamos a Palavra de Deus e adoramos o Senhor em Espírito e em Verdade. A atmosfera foi inicialmente contenciosa, pois a batalha no céu que vinha sendo travada durante toda a noite chegou a um crescendo, mas com a ajuda das orações dos santos ao redor do mundo, uma vitória decisiva foi conquistada e abriu o caminho para o plano perfeito do Deus Altíssimo. Nos dias finais do mês bíblico de Sivan, o mês de alinhamento e instruções divinas, vimos o momento perfeito de Deus no 70º ano desde a violenta divisão da Coreia, o início da reunificação de uma Coreia. Como o presidente Donald Trump e Kim Jong-Un assinaram o novo tratado abrangente listando os passos que serão dados para a desnuclearização da Península Coreana e o relacionamento a partir de então, também foi selado no sangue de Yeshua com o anel de sinete do Pai. no tribunal do céu (Ester 8:8). Vimos como a carreata de Kim Jong-Un saiu da entrada do Capella Hotel e naquele exato momento um trovão rugiu nas nuvens acima (2 Samuel 22:14). Não houve chuva ou qualquer outro trovão ouvido depois disso, e sentimos no Espírito que era nosso Pai dizendo a todo o mundo: “Está feito”.

Um alinhamento das nações começou nesta nova era do pensamento de impossibilidade ser irrelevante. Uma aceleração dos tempos foi anunciada a partir da celebração do 70º aniversário da independência de Israel e, em menos de dois meses depois, assistimos à entrada de uma nova geração de uma nação também em seu 70º ano. As orações dos santos foram ouvidas do alto e a resposta foi esmagadora. Toda a glória e todo o louvor ao Senhor Deus Todo-Poderoso que era, que é e que há de vir. O remanescente não deixará de fazer sua vontade na terra até que Yeshua volte em todo o Seu esplendor e Glória, cavalgando em uma nuvem, brilhando como o sol ao toque da trombeta (Apocalipse 1:7, Tessalonicenses 4:16).


inscreva-se em nossa lista de e-mails e Atualizações

Assine

Comente e dê-nos seu feedback

Todos os direitos reservados

pt_BRPT