CRISE GLOBAL DE ALIMENTOS IMINENTE (pior do que você pensa)

O que os especialistas globais estão dizendo sobre a iminente crise alimentar?

A invasão russa da Ucrânia, um grande exportador agrícola, elevou os preços do trigo, soja e milho e quase chegaram a bater recordes de aumento nos preços no início deste ano. O mau tempo também reduziu as colheitas de grãos na China, Índia, América do Sul e em partes da Europa. enquanto isso, a Escassez de Fertilizantes está reduzindo o rendimento de muitas plantações ao redor do mundo.

O mundo talvez nunca tenha visto esse nível de perturbação agrícola, de acordo com executivos agrícolas, analistas do setor, agricultores e economistas entrevistados pela Reuters, o que significa que pode levar anos retornar à segurança alimentar global.

O secretário-geral das Nações Unidas, Antonio Guterres, disse na semana passada que o mundo enfrenta uma crise de fome sem precedentes, com risco de múltiplas fomes assolarem este ano e uma situação pior em 2023.

O Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) prevê que nos EUA, no final da temporada, os estoques de milho cairão 33% dos níveis pré-pandemia em setembro antes da colheita deste ano, e abaixo de 37% em setembro de 2023.

“A guerra está levando um mundo frágil para a fome em massa” The Economist proclamou em um artigo apropriadamente intitulado “A próxima catástrofe alimentar”.

Chefe de Alimentos da ONU alerta “Prepare-se para o Inferno” dizendo que o atual déficit global de grãos pode levar a desestabilização e migração em massa.

Estas são declarações sérias e previsões de muitos dos maiores especialistas do mundo em seus campos. Mas vamos dar uma olhada nos fatos para ver se eles estão exagerando ou não.


Rússia e Ucrânia

Antes da guerra da Rússia na Ucrânia, as duas nações representavam 29% das exportações mundiais de trigo e só a Ucrânia, o 17% das exportações mundiais de milho. Então, por que isso é um problema tão grande para o suprimento global de alimentos? O problema é a importância vital do trigo, milho e outros grãos que afetam diretamente os outros alimentos que consumimos.

Trigo e grãos em geral são a base do nosso sistema alimentar o que afeta diretamente o preço da carne porque os grãos são usados para alimentar os animais que comemos, assim como os laticínios e quase tudo o que consumimos. Portanto, mesmo quando a reduçãoé muito pequena, na oferta de grãos é fortemente sentida no preço da maioria dos alimentos. Não estamos vendo uma pequena redução, mas uma grande. À medida que a oferta cai, naturalmente os preços dos alimentos sobem que é duplamente afetado pelo fato da economia global estar à beira do colapso, o que causa inflação em quase todos os países. No caso da Ucrânia, não ser capaz de exportar a maior parte de seu trigo devido aos portos bloqueados e os referidos portos sendo fortemente minados, esta incapacidade de exportar os seus alimentos está a tendo um efeito negativo que estamos prestes a sentir em todo o mundo, sobretudo na África Quase a metade dos países africanos importam trigo da Rússia e da Ucrânia como é o caso da Somália que se abastece 90% com grãos desses dois países. Mas acredite ou não, este é o menor dos nossos problemas.

A comida é o menor problema

A China e a Rússia proibiram “temporariamente” as exportações de fertilizantes e isso é um problema porque a Rússia e a China são os dois maiores exportadores de fertilizantes do mundo, respondendo por quase um quarto, ou seja, o 25% do mercado mundial de fertilizantes. Quão importante é o fertilizante em nossa atual cadeia alimentar? Literalmente a parte mais importante. Sem adubo, a maioria das fazendas não podem produzir alimentos, especialmente fazendas gigantes que produzem apenas uma colheita, porque o solo não pode se reabastecer naturalmente e o uso de fertilizantes faz isso acontecer mais rápido. Agora que o mundo entrou em guerra contra a Rússia e com a China como aliado da Rússia, esses dois países estão usando seus grãos e fertilizantes contra aqueles que estão contra eles. Desde o início da guerra Ucrânia-Rússia e a implementação de sanções do Ocidente contra a Rússia, Rússia e China fizeram um pacto oficial e assinaram um tratado contra a América e o Ocidente.

Não apenas fertilizantes, mas também a exportação de alimentos estão sendo proibidas e a Rússia até cortou sua exportação de grãos para nações vizinhas ex-soviéticas. Para onde as pessoas migrarão para conseguir comida? para a Europa, atual inimigo da Rússia. A Rússia também interrompeu as exportações de grãos para países que considera hostis e só suspenderá a proibição quando as sanções do Ocidente forem suspensas.

E Para Melhorar o Assunto...

Em 2021, a China acumulou 50% das reservas mundiais de grãos que aumentou os preços globais dos alimentos e continua a fazê-lo em 2022. É assustador que a China detenha metade das reservas mundiais de grãos e seja o segundo exportador de fertilizantes do mundo, mas com o novo pacto da China com a Rússia os dois países estão armando abertamente, os dois juntos em escala global. Além do mais, agora que a China continua com sua política de não COVID e continua a implementar bloqueios rigorosos, especialmente em lugares como Xangai, o maior porto da China, o efeito colateral é que cerca de 1/5 dos navios porta-contêineres do mundo ficam presos por longos períodos fora dos portos chineses, estreitando ainda mais o funil da cadeia de suprimentos e exportações de todos os bens, incluindo trigo a níveis globais.

Enquanto o Ocidente arma seu controle sobre o sistema financeiro global e o usou para sancionar a Rússia eut Rússia fora do sistema SWIFT, A Rússia e a China armaram o que precisamos mais do que dinheiro, comida e os meios para cultivá-la. Além disso, o efeito desejado das sanções do ocidente sobre a Rússia durou muito pouco e depois que a Rússia começou a aceitar pagamentos de petróleo em apenas rublos e lastrear sua moeda com petróleo, commodities e ouro, o valor do rublo russo na verdade foi mais alto do que seu valor pré-guerra, neutralizando em grande parte o efeito das sanções ocidentais.

Mas espere que há mais

Se a inflação, os preços da energia, preços dos alimentos, a próxima crise alimentar, os problemas na cadeia de suprimentos e o colapso econômico global iminente não foram suficientes, outros países como Índia por exemplo, parou quase completamente com a exportação de trigo, grãos e fertilizantes, agravando ainda mais o problema. Outros grandes países estão começando a se juntar a eles à medida que veem o que está por vir e quão ruim será. Está se tornando um cenário de cada um por si em um sistema global onde os países dependem inerentemente de muitos outros países diferentes para sobreviver. À medida que a Rússia e a China exercem juntos tanto poder sobre alimentos, fertilizantes, cadeias de suprimentos e energia, se eles quiserem, eles realmente podem tornar as coisas muito piores, se forem mais pressionados.

Acrescente o fato de que quatro corporações conhecidas como o ABCD (Archer Daniel Midland, Bunge, Cargil e Louis Dreyfus) controlam cerca de 90% do comércio global de grãos, e sementes, produtos químicos, embalagens, etc., permitindo que eles possam adicionar aumentos de preços artificialmente para enriquecerem ainda mais, o que impulsiona que os preços em vigor(de tudo) aumentem. Há tantos efeitos agravantes que é difícil acompanhar completamente o que está acontecendo, mas o que está claro é que estamos caminhando para tempos muito difíceis, e nenhum país ficará imune.

Como se preparar e prosperar

Em primeiro lugar, se o custo dos alimentos vai continuar a aumentar e a tornar-se menos disponível, é melhor estocar o máximo de comida que puder para você e sua família; alimentos que tenham uma longa vida útil e que sejam acessíveis de comprar no atacado ou a granel. Os produtos secos são melhores, pois você não precisa guardá-los no freezer ou na geladeira. Se você tem um quintal grande o suficiente, seria bom plantar uma horta/ fazer um canteiro e estocar sementes para o futuro. Também, não diga a todos que você tem muita comida guardada, porque sua casa será o primeiro lugar para onde as pessoas amistosas e hostis irão se não tiverem comida. Quanto mais unida for a sua comunidade, melhor, pois há poder em um grupo unido com a missão de proteger nossos recursos. 》〉》Clique aqui para uma extensa lista de como se preparar na prática no caso de um colapso da sociedade.

No que diz respeito à prosperidade, este é um momento não apenas para estar preparado na prática, mas especialmente em sua fé e relacionamento com o Pai, Yeshua e o Espírito Santo. Se quisermos ser uma luz para o mundo nestes tempos sombrios, devemos estar andando no poder e no amor de Deus para fazer desta uma época de multiplicação sobrenatural literalmente como Yeshua multiplicando o peixe e o pão. Fomos escolhidos por Deus para viver nestes tempos finais, e Ele tem e nos equipará com tudo o que precisamos enquanto continuamos buscando primeiro Seu reino e Sua justiça. Apesar do quadro sombrio que foi pintado aqui, aos olhos do Pai esta é uma grande oportunidade para o Corpo de Yeshua surgir e brilhar. (Isaías 60:1) para a glória de Deus e uma colheita global sem precedentes de almas para o reino de Deus. Peça ao Espírito Santo o que Ele quer que você faça e deixe-nos ser obedientes à Sua voz sabendo que se Ele está nos instruindo, Ele está conosco também. Adonai te abençoe e te guarde!


Comente e dê-nos seu feedback

Todos os direitos reservados

pt_BRPT